sábado, 3 de dezembro de 2022

  • sábado, dezembro 03, 2022
  • Redação
Foto: Hannah Mckay/Reuters

Por Agência Brasil

Em um torneio repleto de surpresas, o Senegal tentará entrar na lista de zebras nas oitavas de final no domingo (4), quando enfrenta a Inglaterra, que nunca perdeu para uma seleção africana. Para que o Senegal consiga promover essa surpresa, talvez não poderá contar com seu líder inspirador e treinador Aliou Cissé, que foi posto de lado por uma doença.

Além do desafio, os campeões africanos estarão definitivamente sem seu general Idrissa Gueye, que está suspenso para a partida no Al Bayt após receber um segundo cartão amarelo contra o Equador em sua última partida pela fase de grupos.

“Ele [Cissé] está doente há alguns dias e nos deixou encarregados do treinamento ontem, obviamente com suas instruções”, disse o auxiliar técnico Regis Bogaert aos repórteres neste sábado (3). 

“Esperamos que amanhã ele possa vir e estar no banco com os jogadores, mas temos certeza de que às 22h ele estará lá com a equipe”, complementou.

A Inglaterra enfrentou adversários africanos 20 vezes, incluindo sete em Copas do Mundo, e nunca perdeu. Embora as seleções africanas tenham perdido oito de seus nove jogos da fase de mata-mata de Copas do Mundo contra seleções europeias, Cissé estava lá no único sucesso africano em 2002, quando o Senegal venceu a Suécia para chegar às quartas de final daquele Mundial.

O Senegal derrotou a então campeã França na primeira fase daquele Mundial e Cissé compartilhou essas lembranças com seus jogadores antes do encontro com a Inglaterra.

“Quando ele fala ele usa dados e suas próprias experiências” disse Bogaert “Ele fez parte daquele grande time em 2002 e acho que o time realmente confia nele por causa daquela experiência que ele teve como jogador”.

“Vencer a Inglaterra seria um feito tremendo, não sei como seria importante em comparação com a vitória de 2002, que também foi importante. Se conseguirmos vencer uma equipe como a Inglaterra, isso enviará uma mensagem muito forte sobre o progresso que fizemos”.

Cissé está no comando do Senegal desde 2015 e guiou os Leões de Teranga a várias conquistas inéditas, incluindo seu primeiro título da Copa das Nações Africanas neste ano. Bogaert explicou que o Senegal fez seu dever de casa e prestou atenção especial às bolas paradas, uma parte do jogo no qual a Inglaterra tem sido particularmente perigosa nos últimos anos.

“Identificamos algumas coisas, e a coisa mais importante é que as bolas paradas podem ser decisivas nestas partidas de ponta”, disse Bogaert. “Também esperamos aproveitar as bolas paradas”. “Nossa estratégia está implementada”, garantiu.

Próximas Transmissões

Terça 17h00 | Copa da Itália | Inter de Milão x Atalanta
Terça 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Equador
Quarta 17h00 | Campeonato Francês | Montpellier x PSG
Quinta 17h00 | Campeonato Espanhol | Real Madrid x Valencia
Sexta 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Venezuela