sábado, 3 de dezembro de 2022

  • sábado, dezembro 03, 2022
  • Redação
Foto: Bernadett Szabo/Reuters

Por Agência Brasil

O técnico da seleção da Polônia, Czeslaw Michniewicz, deixou de lado as críticas de sua equipe por ser muito defensiva na Copa do Mundo, dizendo que sua abordagem cautelosa os ajudou a avançar para as oitavas de final, onde procurarão vencer a campeã mundial França no próximo domingo (4), Dia dos Mineiros na Polônia.

A Polônia passou para a fase de mata-mata pela primeira vez em 36 anos após sofrer apenas dois gols em três jogos, com a Argentina marcando duas vezes depois que a equipe de Michniewicz não foi vazada contra o México e a Arábia Saudita. “Os que não estavam jogando defensivamente na Copa do Mundo estão de volta para casa assistindo na TV. Agora estamos fora da fase de grupos, então vamos mudar nossos planos”, disse Michniewicz antes do jogo de domingo contra a França.

“Você ganha ou vai para casa, a aposta é alta. Estávamos sonhando em passar pela fase de grupos, fizemos todo o possível para conseguir isso”, afirmou. “4 de dezembro é um feriado para os mineiros na Polônia, por isso faremos o nosso melhor para comemorar esse feriado. Não temos medo da França, respeitamos os adversários, respeitamos sua classe. Mas não nos importamos com a opinião dos outros sobre nossa equipe”, declarou.

A estratégia da Polônia havia feito Michniewicz ganhar comparações com José Mourinho, o treinador português bem conhecido por sua abordagem primeiramente defensiva nos jogos bem conhecido por sua abordagem primeiramente defensiva nos jogos. “Não está mais atualizada, esta comparação não é mais válida”, acrescentou com um sorriso. “O futebol é conquistar troféus e ter sucesso, especialmente na Copa do Mundo”.

“As equipes estão conscientes de que não se pode deixar os adversários marcar facilmente. Fomos bons defensivamente e, como recompensa, jogaremos contra a França”, declarou. Michniewicz disse que a Polônia será a “próxima campeã mundial” se vencer a França, parabenizando atrevidamente a Tunísia por ser campeã mundial por um dia, mas disse que só havia analisado profundamente as duas primeiras vitórias dos Bleus contra a Austrália e a Dinamarca.

A Polônia, no entanto, terá uma tarefa difícil com Kylian Mbappé em boa forma e na corrida pela Chuteira de Ouro junto com outros quatro depois de ter marcado três gols na Copa até agora. “Ele é tão rápido que será difícil pará-lo sem uma motocicleta”, disse o atacante polonês Arkadiusz Milik com uma risada.

“Precisamos jogar coletivamente como um grupo, precisamos de cooperação, pois individualmente ninguém é capaz de detê-lo”. Michniewicz disse que não havia encontrado nenhum ponto fraco na França, mas que não estava entrando no jogo com a mentalidade de que seu plantel estaria a caminho de casa após a partida.

“Nossas malas não estão feitas, não estávamos prontos para ir para casa antes de jogar contra a Argentina e não estamos prontos para ir para casa agora”, disse. “Sabemos que é um desafio enorme. Mbappé e [Antoine] Griezmann estão em boa forma. Temos nossos pontos fortes, podemos jogar futebol. Temos grandes jogadores e vamos ver em campo”, concluiu.

Próximas Transmissões

Terça 17h00 | Copa da Itália | Inter de Milão x Atalanta
Terça 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Equador
Quarta 17h00 | Campeonato Francês | Montpellier x PSG
Quinta 17h00 | Campeonato Espanhol | Real Madrid x Valencia
Sexta 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Venezuela