segunda-feira, 5 de dezembro de 2022

  • segunda-feira, dezembro 05, 2022
  • Redação

Foto: Reuters/John Sibley
Por Agência Brasil

A Fifa abriu processo disciplinar contra os uruguaios José María Giménez, Edinson Cavani, Fernando Muslera e Diego Godín depois que os jogadores confrontaram o árbitro com irritação após a partida na Copa do Mundo contra Gana na sexta-feira.

O Uruguai venceu Gana por 2 a 0 na última partida do Grupo H, mas ficou furioso porque o árbitro Daniel Siebert não deu pênaltis para eles na disputa. Outro gol teria colocado o Uruguai nas oitavas de final no lugar da Coreia do Sul.

Após o apito final, o banco uruguaio explodiu contra o árbitro que decidiu não marcar pênaltis nos lances em Darwin Núñez no primeiro tempo e Cavani nos minutos finais. O atacante Luis Suárez disse que a Fifa é "contra o Uruguai". 

A Fifa também abriu um processo contra a Associação Uruguaia de Futebol por possíveis violações das regras de fair play.

"Processos separados foram abertos contra os jogadores uruguaios Giménez, Cavani, Muslera e Godín", acrescentou a Fifa em um comunicado.  

Próximas Transmissões

Terça 17h00 | Copa da Itália | Inter de Milão x Atalanta
Terça 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Equador
Quarta 17h00 | Campeonato Francês | Montpellier x PSG
Quinta 17h00 | Campeonato Espanhol | Real Madrid x Valencia
Sexta 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Venezuela