quinta-feira, 17 de novembro de 2022

  • quinta-feira, novembro 17, 2022
  • Redação

Foto: REUTERS/Thaier al-Sudani

Por Agência Brasil

O atacante senegalês Sadio Mané foi cortado da Copa do Mundo do Catar em um golpe irrecuperável para as chances de sua seleção, após a confirmação nesta quinta-feira (17) de que ele precisará passar por uma cirurgia após uma lesão adquirida antes do torneio. 

Mané era dúvida para a seleção africana após machucar a fíbula jogando por sua equipe, o Bayern de Munique (Alemanha). 

“Infelizmente, a ressonância magnética de hoje [quinta-feira] nos mostra que a recuperação não é favorável como esperávamos, e nós, infelizmente, decidimos declarar o corte de Sadio da Copa do Mundo”, disse o médico da seleção de Senegal, Manuel Afonso, a jornalistas. 

O atacante tem sido crucial para os últimos sucessos de Senegal, considerada a maior esperança da África no Mundial. A ausência de Mané deve afetar as chances do Senegal de avançar no Grupo A, onde enfrenta a Holanda na próxima segunda-feira (21), antes de jogar contra o anfitrião Catar e o Equador. 

Mané tem sido o talismã da equipe, marcando em cobrança de pênalti o gol da vitória na final da Copa Africana de Nações, no Camarões, em fevereiro, e seis semanas depois garantindo a classificação para a Copa. Nas duas ocasiões, os senegaleses bateram o Egito nas penalidades. Mané, de 30 anos, foi duas vezes escolhido Jogador Africano do Ano.