sexta-feira, 18 de novembro de 2022

  • sexta-feira, novembro 18, 2022
  • Redação

Foto: Reuters/Matthew Childs
Por Agência Brasil

As decisões do VAR (árbitro de vídeo) sobre impedimentos serão mais rápidas e precisas na Copa do Mundo após a introdução de uma nova tecnologia desenvolvida pela Fifa nos últimos três anos, disse o chefe de arbitragem da federação internacional, Pierluigi Collina, nesta sexta-feira (18). 

A “tecnologia de impedimento semiautomático” decidirá até mesmo as decisões de impedimento mais difíceis mais rapidamente do que no sistema anterior, e uma animação em 3D do lance será transmitida para os torcedores no estádio e na televisão. 

“[Isso] nos dá a possibilidade de sermos mais rápidos e precisos em termos de decisões sobre impedimento”, disse Collina a repórteres em um briefing antes do torneio. 

“Só para esclarecer, ser mais rápido não significa que teremos avaliação instantânea de impedimento. Será menos do que agora, certamente, mas não podemos ter uma resposta de um segundo, ou basicamente ao vivo”, afirmou o juiz aposentado. 

Doze câmeras em cada estádio rastrearão 29 pontos no corpo de cada jogador e um sensor dentro da bola enviará dados para a sala de operações do VAR 500 vezes por segundo para permitir uma avaliação altamente precisa de quando o passe foi executado. 

A nova tecnologia já foi testada em dois torneios da Fifa e em partidas em todos os estádios que receberão jogos da Copa do Mundo Esportes Copa do Mundo: Brasil encerra semana de treinamentos em Turim Esportes Único país a disputar todas as Copas, Brasil busca hexa no Catar Esportes Oito países já tiveram a honra de levantar o troféu da Copa do Mundo. 

“Analisamos os dados e o resultado foi muito positivo”, disse o diretor de tecnologia e inovação da Fifa, Johannes Holzmueller.