domingo, 13 de fevereiro de 2022

  • domingo, fevereiro 13, 2022
  • Redação
Foto: Thais Magalhães/CBF

Por Assessoria CBF

De bicicleta, de letra, de fora da área… não havia nada que Gabi Zanotti ainda não tivesse tentado para furar o forte bloqueio imposto pelo Grêmio ao Corinthians na final da Supercopa Feminina. Quis o destino que, já aos 48 do segundo tempo, o gol do Timão saísse de seu cabeceio, numa cobrança de escanteio de Diany, para delírio dos quase 20 mil torcedores presentes na NeoQuímica Arena. Decidir jogos importantes, empilhar taças com a camisa alvinegra e correr para os braços da Fiel: uma rotina da qual a meia não se cansa nunca.

“É incrível, sempre é mais especial. Eu me sinto iluminada. Terminamos o ano com essa casa cheia e iniciamos 2022 com essa casa cheia novamente. É gratificante começar a temporada dessa forma”, comemorou.

O Corinthians teve domínio das ações ofensivas desde o início da partida, mas o as Gurias Gremistas contavam com sua solidez defensiva e foram muito eficientes na proposta de segurar o forte ataque do Timão. Zanotti exaltou o desempenho da equipe e a oportunidade de estar em uma partida tão disputada quanto a final deste domingo.

“É parabenizar o grupo, todas as meninas, as que saíram machucadas e as que entraram e deram conta do recado. A gente demonstra a força do nosso grupo. Tenho que agradecer à Fiel, que compareceu, e a todos que estão acompanhando. Eu fico muito feliz de fazer parte dessa evolução do futebol feminino”, concluiu.

Próximas Transmissões

Terça 15h30 | Amistosos de Seleções | Brasil x Tunísia
Quarta 21h45 | Brasileirão Série A | Atlético Mineiro x Palmeiras
Quinta 21h30 | Brasileirão Série B | Vasco x Londrina
Sexta 15h30 | Campeonato Alemão | Bayern de Munique x Bayer Leverkusen