quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

  • quinta-feira, janeiro 20, 2022
  • Redação
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Por Agência Brasil

O clássico Choque-Rei, entre São Paulo e Palmeiras, decidirá um dos finalistas da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta quarta-feira (19) à noite, o Tricolor venceu o Cruzeiro por 2 a 1 no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP), pelas quartas de final. O duelo foi marcado por imprevistos que atrasaram o jogo antes da bola rolar e durante a partida.

A semifinal será disputada neste sábado (22), às 19h (horário de Brasília), na Arena Barueri. Como ocorre nos clássicos paulistas do profissional, a partida terá torcida única, seguindo a determinação das autoridades estaduais, para evitar confrontos entre torcidas organizadas.

Por ter melhor campanha (sete vitórias, contra seis triunfos e um empate do Verdão), o São Paulo será o único a poder levar torcedores no jogo que decidirá um dos classificados à final de terça-feira (25), ainda sem local e horário definidos pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O outro finalista sairá do confronto entre Santos e América-MG, que se enfrentam nesta sexta-feira (21), às 20h, em São Caetano do Sul.

O Tricolor busca o quinto título na Copinha. A última conquista foi em 2019, com o atacante Antony, hoje no Ajax (Holanda), integrando o elenco campeão. Coincidentemente, aquele time também eliminou o Cruzeiro nas quartas de final.

Apagão, ambulância e virada

Agendado para 21h30, o jogo desta quarta inicialmente seria adiado para 22h devido a uma queda de energia no estádio. Com o retorno gradual da iluminação, a FPF voltou atrás e decidiu manter o horário original. No entanto, a ambulância que prestava serviço no Anacleto Campanella teve de atender um incidente do lado de fora. Como a bola não poderia rolar sem o veículo ter retornado, a partida começou com meia hora de atraso.

O primeiro tempo começou morno e pareceu que esquentaria aos 30 minutos, quando o Cruzeiro saiu na frente. O atacante Vitinho cobrou escanteio pela direita e o volante Ageu, de cabeça, mandou para as redes. Cinco minutos depois, uma nova queda de energia no estádio deixou o jogo paralisado por mais 20 minutos. O São Paulo recomeçou a partida melhor e chegou ao empate nos acréscimos, precisamente aos 66 minutos. Caio foi lançado pela direita, às costas da defesa. Ele cruzou rasteiro, a bola desviou na zaga e sobrou para o também atacante Maioli concluir, deixando tudo igual.

O Tricolor retornou do intervalo em ritmo frenético e empilhou oportunidades. Aos sete minutos, Caio invadiu a área pela esquerda e acertou o travessão. Aos 14, o atacante Luiz Henrique recebeu de Vitinho na cara de Denivys, mas parou no goleiro celeste. Dois minutos depois, Caio arrematou cruzado e obrigou o arqueiro cruzeirense a outra defesa.

A pressão são-paulina não diminuiu. Aos 32, Denivys teve reflexo para salvar um desvio não intencional do zagueiro Matheus. Na sequência, não teve jeito. O volante Pablo abriu para o meia João Adriano, que entrou na área pela esquerda e cruzou rasteiro para Vitinho finalizar. O chute explodiu em Matheus e saiu do alcance do goleiro, decretando a virada no placar. O Cruzeiro se lançou ao ataque para buscar o empate, sem sucesso.

Próximas Transmissões

Sábado 14h00 | Final do Brasileirão Feminino | Corinthians x Internacional
Domingo 15h45 | Liga das Nações | Dinamarca x França
Segunda 15h45 | Liga das Nações | Inglaterra x Alemanha