quinta-feira, 15 de julho de 2021

  • quinta-feira, julho 15, 2021
  • Redação
Foto: Frank Augstein/Pool via Reuters

Por Agência Brasil

Quatro pessoas foram presas devido a ofensas racistas virtuais contra jogadores da seleção de futebol da Inglaterra após a final da Eurocopa no último domingo (11), informou a polícia do Reino Unido nesta quinta-feira (15).

Uma equipe de especialistas está analisando os comentários ofensivos, disse a polícia, desde que os jogadores negros Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka foram alvos de ofensas racistas nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Os três perderam pênaltis na derrota para a Itália na cobrança de penalidades no estádio Wembley de Londres.

As ofensas foram amplamente criticadas, e o governo promete ações contra empresas de redes sociais se elas não retirarem material ofensivo mais rapidamente.

"Estamos trabalhando muito intensamente com plataformas de redes sociais, que estão fornecendo dados que precisamos para impulsionar inquéritos", disse o chefe de polícia Mark Roberts, a autoridade responsável por comandar a reação da corporação britânica a questões ligadas ao futebol. "Se identificarmos que você está por trás deste crime, rastrearemos você e você enfrentará as consequências graves de suas ações vergonhosas."

Uma investigação de crime de ódio liderada pela Unidade de Policiamento do Futebol do Reino Unido está em andamento.

A polícia disse que dezenas de aplicativos de dados foram encaminhados a empresas de tecnologia e que quatro pessoas já foram presas.

Próximas Transmissões