domingo, 29 de janeiro de 2023

  • domingo, janeiro 29, 2023
  • Redação
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Por Assessoria CBF

Na preparação para a disputada Copa do Mundo Feminina 2023, a técnica Pia Sundhage convocará a Seleção Brasileira Feminina nesta terça-feira, 31, às 15h, na sede da CBF. A convocação atenderá a disputa do Torneio She Believes, na Data FIFA de fevereiro, entre os dias 13 a 22. Na competição, o Brasil enfrentará as seleções do Estados Unidos, Japão e Canadá. 

Após a leitura dos nomes, os jornalistas poderão, na sequência, fazer perguntas à técnica Pia Sundhage e à Supervisora Geral das Seleções Femininas, Ana Lorena Marche. Os profissionais interessados em participar da coletiva de imprensa poderão se credenciar seguindo as orientações descritas abaixo.

O Torneio She Believes contará com equipes ranqueadas entre as onze melhores do Ranking da FIFA, além disso, todas estão classificadas para a Copa do Mundo Feminina, que será disputada entre julho e agosto deste ano. A Seleção Brasileira estreia diante do Japão, no dia 16 de fevereiro, no Exploria Stadium, em Orlando, às 18h (Horário de Brasília). Em seguida, a Canarinho encara o Canadá, no dia 19, no GEODIS Park, em Nashville, às 20h30 (Horário de Brasília). Na rodada final, o Brasil enfrenta a equipe anfitriã, os Estados Unidos, no dia 22, no Toyota Stadium, em Frisco, às 20h30 (Horário de Brasília).

sábado, 28 de janeiro de 2023

  • sábado, janeiro 28, 2023
  • Redação
Foto: Alexandre Battibugli/Agência Paulistão

Por Assessoria FPF

O Santo André derrotou o Red Bull Bragantino por 1 a 0 neste sábado, no estádio Nabi Abi Chedid, pela quinta rodada do Paulistão Sicredi. O único gol foi marcado por Léo Ceará, de pênalti.

Com o resultado, o Red Bull Bragantino acabou caindo para o segundo lugar do Grupo A, com sete pontos, atrás do Botafogo, com oito. O Santos tem seis, enquanto a Inter soma quatro.

Já o Santo André é o líder do Grupo D, com dez pontos, na frente de Palmeiras (oito), São Bernardo (cinco) e Portuguesa (quatro).

Red Bull Bragantino e Santo André fizeram um primeiro tempo ríspido, com muitas faltas e poucas oportunidades. O time da casa foi superior, mas  encontrou dificuldades para chegar ao gol de Lucas Frigeri. A etapa inicial ficou marcado ainda pela lesão de Raul. O jogador escorregou, sentiu o joelho e deixou o campo chorando. Ele havia sofrido uma grave lesão ligamentar no local recentemente.

Com Praxedes no lugar de Raul, o Red Bull Bragantino ficou mais ofensivo e ficou perto de marcar com Bruninho. Alerrandro deu passe açucarado para o atacante, que errou o domínio e facilitou a vida de Lucas Frigeri, que fez a defesa. Além de Bruninho, Artur também tentou tirar o zero do placar, sem sucesso.

O Red Bull Bragantino voltou para o segundo tempo com uma postura totalmente diferente e criou boas oportunidades com Realpe e Matheus Fernandes, o que fez com que o Santo André recuasse e desse ainda mais campo aos donos da casa.

O jogo, no entanto, voltou a ficar pegado, o que gerou inúmeros cartões amarelos: seis no total, além do vermelho de Jadsom Silva, que agrediu Rodolfo e deixou o Red Bull Bragantino com um jogador a menos aos 16 minutos.

Em superioridade numérica, o Santo André resolveu se aventurar ao ataque e abriu o placar aos 34 minutos. José Hugo foi derrubado por Matheus Fernandes, pênalti. Léo Ceará bateu com categoria e fez 1 a 0.

Atrás do placar, Pedro Caixinha deu fôlego novo ao Red Bull Bragantino e colocou o time no ataque. Foi pressão até o apito final, e os três pontos do Santo André foram garantidos por Lucas Frigeri, que fez uma defesa milagrosa no cabeçada de Popó.

Na próxima rodada, o Red Bull Bragantino enfrenta o Guarani no sábado, às 16h, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. No domingo, às 16h, o Santo André pega o São Paulo, no Bruno José Daniel, em Santo André.

  • sábado, janeiro 28, 2023
  • Redação
Foto: Bob Paulino/Agência Paulistão

Por Assessoria FPF

Santos e Ferroviária não conseguiram a esperada vitória para aliviar a pressão, mas fizeram um jogo bastante movimentado, que terminou empatado por 1 a 1, neste sábado (28) à noite pela quinta rodada do Paulistão Sicredi. O jogo aconteceu no Canindé por decisão da diretoria santista, que pretende ampliar sua presença na capital, tanto que mais de 11 mil torcedores estiveram no estádio da Portuguesa.

O empate deixou o Santos com seis pontos, no momento, em segundo lugar no Grupo A, atrás do Red Bull Bragantino, com oito. A Ferroviária, que vinha de três derrotas consecutivas, agora soma quatro pontos, ocupando a terceira posição do Grupo C, atrás de Corinthians (7) e São Bento (8) e na frente do Ituano (3).

Precisando da recuperação, os dois times se apresentaram de formas diferentes, mesmo que armados de formas diferentes. O Santos, de Odair Hellmann, marcando pressão, tentando roubar a bola no seu campo ofensivo. A Ferroviária, do estreante Elano Blumer, bem armado na defesa com o meio-campo fazendo a proteção à defesa.

Restou aos santistas tentaram os chutes de longa distância. Soteldo tentou aos 24 minutos, num chute cruzado que Saulo saltou para espalmar a escanteio. Dois minutos depois foi a vez de Mendoza arriscar da quina da área, pelo lado esquerdo, num chute rasteiro e que Saulo também mandou para fora.

O time do interior que não tinha chegado nenhuma vez com perigo, teve um pênalti a seu favor aos 47 minutos, quando John Kennedy invadiu a área pelo lado esquerdo e foi desequilibrado por Sandry. Na cobrança, John Kennedy chutou rasteiro, bem no canto, e João Paulo saltou certo, mas não conseguiu tocar na bola. Ferroviária 1 a 0, aos 49 minutos.

Por conta do placar negativo, o time santista foi vaiado no intervalo. Mas voltou determinado para o segundo tempo, tentando diminuir o espaço na defesa do adversário. O jogo ficou ataque contra defesa.

O empate saiu aos 14 minutos. Dodi invadiu a área pelo lado esquerdo e levantou do outro lado, onde Mendoza voou de ‘peixinho’ para deixar tudo igual. A torcida santista, enfim, soltou seu grito de gol e passou a empurrar o time à vitória.

Mas todo este domínio seguiu de forma desordenada, na base do desespero, refletindo bem o clima da torcida nas arquibancadas. Foram muitos chutes de longe e para fora.

As melhores chances saíram aos 45 minutos, quando a defesa da Ferroviária aliviou duas vezes praticamente em cima da linha de gol. Primeiro foi Bernardo, que se esticou para chutar, depois numa cabeçada de Alisson Cassiano.

Na sexta rodada, o Santos vai fazer o clássico contra o Palmeiras, em São Paulo, sábado (4), às 18h30. A Ferroviária também vai jogar no mesmo dia, porém, a partir das 16h, contra o São Bernardo na Arena da Fonte Luminosa em Araraquara.

  • sábado, janeiro 28, 2023
  • Redação
Foto: Bruno Spada/CBF

Por Assessoria CBF

O Rei do Futebol, Pelé, foi celebrado neste sábado (28) na decisão da Supercopa do Brasil 2023. Antes da bola rolar para Palmeiras e Flamengo, o Eterno Camisa 10 recebeu as homenagens em campo no Estádio Mané Garrinha, em Brasília (DF). O tributo faz parte de uma série de ações que a CBF idealiza para celebrar o maior jogador de futebol do mundo, que faleceu no dia 29 de dezembro.

Este é o primeiro jogo oficial do calendário da CBF após o falecimento do Rei do Futebol. Antes do apito inicial, os jogadores das duas equipes entraram em campo com a camisa 10. O momento também guardou a entrada em campo do Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigos, ao lado de duas filhas de Pelé, Flávia e Kely Nascimento, com as três taças da Copa do Mundo conquistadas pelo Rei. Esta foi a primeira vez que os troféus deixaram a sede da CBF, no Rio de Janeiro.

A série de homenagens ao maior jogador de futebol do mundo foi idealizada pelo Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

"Foi um momento de muita emoção e celebração ao Eterno Rei. Todas as homenagens necessárias para representar o tamanho de Pelé, cabe a nós exaltar sua memória e grandiosidade. A CBF vai sempre reverenciar o nosso Rei", declarou o Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues. 

Emocionadas com a homenagem ao pai, Kely e Flávia do Nascimento, exaltaram a memória de Pelé e expressaram gratidão pelas ações em nome do maior jogador do mundo de futebol.

"Passa muita coisa na nossa cabeça. Pra mim foi incrível segurar aquela taça de 1958, porque eu sei o que significava pra ele. Foi muito legal e bem feito. Espero que ele esteja olhando e tenha orgulho de nós, e assim, esteja gostando do que está vendo", contou Kely. 

"É um momento bem difícil, porque amanhã faz um mês do falecimento dele, mas ao mesmo tempo a gente sabia o quanto ele amava isso aqui. O legado maior que ele deixou foi o amor, não tem coisa mais bonita que ver esse estádio cheio e todo mundo torcendo. O jogo foi muito especial com muitos gols, e ele sempre dizia que jogo bom é jogo com gol. A maior homenagem que poderia ter é o jogo de hoje!", exaltou Flávia. 

Antes do apito inicial, o Rei recebeu um minuto de aplausos dos torcedores e atletas. Assim, o árbitro Wilton Pereira Sampaio autorizou o início do jogo, após uma contagem progressiva até 10 com dez imagens de Pelé.

  • sábado, janeiro 28, 2023
  • Redação
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Por Agência Brasil

Quatro dias após o bicampeonato da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o torcedor do Palmeiras voltou a celebrar um título, desta vez no profissional. Neste sábado (28), o Verdão bateu o Flamengo por 4 a 3, em grande jogo disputado no Mané Garrincha, em Brasília, levando a Supercopa do Brasil pela primeira vez.

Foi a sétima conquista de Abel Ferreira à frente do Palmeiras, igualando-o a Ventura Cambon como terceiro técnico com mais títulos no clube. O português já havia conduzido o time alviverde às taças do Campeonato Brasileiro (2022), da Libertadores (2020 e 2021), da Copa do Brasil (2020), da Recopa Sul-Americana (2022) e do Campeonato Paulista (2022). Ele terminou o jogo expulso, após chutar um microfone.

A vitória teve gosto de revanche para os paulistas, que haviam perdido a Supercopa de 2021 justamente para o Rubro-Negro, neste mesmo estádio. Os cariocas seguem como maiores vencedores do torneio, com dois títulos (2020 e 2021).

Homenagens a Pelé

A cerimônia que antecedeu a partida teve homenagens a Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, que faleceu há um mês. Kely e Flávia Nascimento, filhas do Rei do Futebol, entraram no campo acompanhadas pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, trazendo as taças das três Copas do Mundo conquistadas pelo Atleta do Século (1958, 1962 e 1970). 

Os jogadores das duas equipes alinharam para o hino nacional vestindo camisas com o número 10 às costas. Por fim, um grande bandeira com o rosto de Pelé foi levantado em uma das arquibancadas do estádio.

Virada nos acréscimos

Os primeiros 20 minutos foram de maior agressividade do Palmeiras, marcando forte (por vezes, com falta) e dificultando a saída do Flamengo. Aos 19, o goleiro Santos foi pressionado por Endrick na área e acabou travado. A bola sobrou com o também atacante Rony, que tentou de cabeça, com a meta vazia, mas a conclusão foi fraca e o zagueiro Léo Pereira afastou o perigo.

Se Santos bobeou e o Verdão não aproveitou, o Rubro-Negro foi mais eficiente. Aos 22, Zé Rafael segurou demais a bola e acabou desarmado por Giorgian de Arrascaeta. O meia uruguaio invadiu a área pela esquerda e foi derrubado pelo próprio volante. Na cobrança, o atacante Gabriel bateu no canto oposto ao do goleiro Weverton e abriu o marcador.

O Palmeiras não demorou a responder. Aos 33 minutos, Zé Rafael avançou pela esquerda e encontrou Endrick na área, entre dois marcadores, mas o atacante bateu fraco, no meio do gol, para defesa de Santos. Quatro minutos depois, o atacante Dudu recebeu pela esquerda, cortou para dentro da área e chutou. A bola parou no pé do zagueiro David Luiz e sobrou com o meia Raphael Veiga, que finalizou no canto, empatando a partida.

A equipe paulista continuou melhor, obrigando Santos a duas defesas, em finalizações de Dudu e do lateral Joaquín Piquerez, ambas em jogadas iniciadas pela esquerda. A superioridade alviverde culminou na virada aos 48 minutos, em um golaço de Gabriel Menino. O volante recebeu de Piquerez na intermediária e teve tempo de girar e soltar a bomba, no ângulo direito, sem chances para o goleiro rubro-negro.

Ataque contra ataque

O Flamengo voltou melhor do intervalo, conseguindo, enfim, espaço para trabalhar a bola. Aos quatro minutos, Gabriel cruzou pela direita e o atacante Pedro cabeceou na pequena área, para boa defesa de Weverton. O rebote ficou com Arrascaeta, que escapou de Gabriel Menino e bateu forte, novamente parando no goleiro do Verdão. No minuto seguinte, porém, o meia Everton Ribeiro dominou na intermediária e deu bela assistência rasteira para Gabriel, que recebeu entre os zagueiros e tocou por cima de Weverton para igualar o placar.

A reação do Palmeiras foi quase imediata. Aos dez minutos, Endrick recebeu na área e tentou o chapéu em Everton Ribeiro, que tocou a bola com o braço. A penalidade foi marcada e Raphael Veiga não desperdiçou. A vantagem alviverde, porém, durou somente cinco minutos. Em jogada trabalhada pelo lado esquerdo, o lateral Ayrton Lucas cruzou rasteiro e Pedro, de calcanhar, desviou com categoria, fazendo um golaço.

O duelo seguiu animado no Mané Garrincha. Aos 22 minutos, Dudu escapou da marcação pela esquerda e cruzou. Raphael Veiga tentou desviar na pequena área, mas quem conseguiu concluir foi Rony, em cima de Santos. O volante Thiago Maia retomou a bola, o Flamengo saiu em contra-ataque e Pedro teve a chance da finalização na área, desarmado na hora certa pelo lateral Marcos Rocha.

Aos 28, Raphael Veiga entrou na área pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola desviou em Léo Pereira no caminho e sobrou com Gabriel Menino. O volante, livre, chutou esquisito, mas foi para as redes, sem que Santos esboçasse reação. O Flamengo se lançou à frente, mas esbarrou na marcação do Palmeiras. Aos 54 minutos, na última chance rubro-negra, Everton Ribeiro cobrou escanteio pela esquerda, o meia Arturo Vidal escorou e Thiago Maia, de cabeça, quase na pequena área, mandou à direita do gol de Weverton.

Próximas Transmissões

Terça 17h00 | Copa da Itália | Inter de Milão x Atalanta
Terça 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Equador
Quarta 17h00 | Campeonato Francês | Montpellier x PSG
Quinta 17h00 | Campeonato Espanhol | Real Madrid x Valencia
Sexta 19h30 | Sul-Americano Sub-20 | Brasil x Venezuela