quinta-feira, 6 de maio de 2021

  • quinta-feira, maio 06, 2021
  • Redação
Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters


Por Agência Brasil

A fase de grupos das Eliminatórias africanas para a Copa do Mundo, que deveriam começar em junho, agora terão início em setembro. Esta é a segunda oportunidade na qual os jogos são adiados por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), informou a Confederação Africana de Futebol (CAF) nesta quinta-feira (6).

A CAF anunciou através de um comunicado que a decisão foi tomada conjuntamente com a Fifa “levando em consideração o transtorno atual causado pela covid-19 e a necessidade de garantir condições de jogo ideais para todos os times”.

Jogos das Eliminatórias já haviam sido adiados em outubro passado por causa da pandemia do novo coronavírus.

Nesta semana a CAF emitiu uma lista de estádios aprovados para as primeiras duas rodadas de Eliminatórias, o que deixou um quarto dos 40 times que disputam vagas para a Copa do Catar (2022) sem um campo no qual disputar suas partidas em casa.

Entre os afetados está o Senegal, que disputou a Copa do Mundo de 2018 (Rússia), e o Mali, uma das seleções que encabeçam as chaves das Eliminatórias.

Burkina Faso, República Centro-Africana, Libéria, Maláui, Namíbia, Nigéria e Serra Leoa também foram prejudicadas.

Ainda existem preocupações com as restrições de viagem impostas a jogadores chegando da Europa, muitos dos quais perderam a rodada final das Eliminatórias de março para a edição 2021 da Copa Africana de Nações porque alguns países-sede estavam nas listas vermelhas de nações europeias por causa da pandemia.

  • quinta-feira, maio 06, 2021
  • Redação
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Por Agência Brasil

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta quinta-feira (6) que a partida entre Brasil e Equador, válida pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar (2022), acontecerá às 21h30 (horário de Brasília) do dia 4 de junho no estádio Beira Rio, em Porto Alegre.

No final de abril, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já havia tornado público a data e o local de realização da partida, mas ainda faltava a confirmação do horário, o que foi feito nesta quinta.

Além disso, foi confimado que quatro dias depois (8 de junho), a equipe comandada pelo técnico Tite medirá forças com o Paraguai em Assunção a partir das 20h30. As duas partidas acontecem antes do início da participação da seleção brasileira na Copa América, programada para acontecer entre 11 de junho e 10 de julho na Argentina e na Colômbia.

O Brasil é o líder das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo com 100% de aproveitamento, com 4 vitórias em 4 partidas.

  • quinta-feira, maio 06, 2021
  • Redação

bragantino, talleres, copa sul-americana
Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
Por Agência Brasil

Após três rodadas disputadas, a situação do Red Bull Bragantino na Copa Sul-Americana já é delicada. Nesta quarta-feira (5), o Massa Bruta foi derrotado pelo Talleres (Argentina) por 1 a 0 no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), pelo Grupo G da competição. Foi o primeiro triunfo dos argentinos e a segunda derrota do clube brasileiro.

Os paulistas caíram para o terceiro lugar da chave, com três pontos, ultrapassados pelo próprio Talleres, que subiu para quatro pontos, em segundo. O líder, com seis pontos, é o Emelec (Equador), que enfrenta o Tolima (Colômbia), lanterna com um ponto, nesta sexta-feira (7), às 21h (horário de Brasília), no estádio Monumental de Lima (Peru). Na Copa Sul-Americana, diferentemente da Libertadores, apenas o melhor time de cada grupo se classifica à próxima fase.

Os 45 minutos iniciais foram de superioridade do Talleres, ainda que o maior volume não representasse necessariamente lances de perigo. Na etapa final, a missão do Bragantino ficou mais difícil com a expulsão do volante Lucas Evangelista, no primeiro minuto, por falta no meio de campo. Os paulistas se fecharam na defesa e resistiram à pressão até os acréscimos. Aos 47 minutos, o meia Diego Valoyes, de cabeça, deu a vitória aos visitantes. Antes do apito final, o técnico do Massa Bruta, Maurício Barbieri, foi expulso por reclamação.

Na próxima terça-feira (11), o Bragantino recebe o Emelec em jogo de caráter decisivo pela Sul-Americana. Antes, no domingo (9), o Massa Bruta encerra a participação na primeira fase do Campeonato Paulista diante do Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP), ainda sem horário definido. O time de Bragança já está garantido nas quartas de final do Estadual.

  • quinta-feira, maio 06, 2021
  • Redação
ponte preta, guarani, campeonato paulista
Foto: Rodrigo Corsi/FPF

Por Agência Brasil

Deu Ponte Preta na 199ª edição do Dérbi Campineiro na história. Nesta quarta-feira (5), a Macaca venceu o arquirrival Guarani por 3 a 1 no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), em partida atrasada da sexta rodada do Campeonato Paulista.

Os anfitriões não só mantiveram o tabu de não perderem do maior rival atuando em casa desde 2009, como seguem vivos na briga por um lugar nas quartas de final. Com 13 pontos, o Alvinegro está na terceira posição do Grupo B, dois pontos atrás da Ferroviária, segunda colocada, e torce para que a equipe grená não vença o Ituano nesta quinta-feira (6), às 22h15 (horário de Brasília), para entrar na última rodada, no domingo (9), com chance de classificação.

O Guarani, por sua vez, perdeu a chance de garantir vaga antecipada nas quartas, mas tem situação bem mais cômoda que o rival. O Bugre segue com 14 pontos, na segunda posição do Grupo D, quatro pontos a frente do Santos, que é o terceiro, com um jogo a menos. O Peixe visita o Palmeiras na quinta, às 21h, no Allianz Parque e tem de ganhar para seguir vivo. Em caso de empate ou derrota santista, os campineiros asseguram lugar no mata-mata.

O primeiro tempo foi pouco movimentado e muito estudado, com um pouco mais de agressividade do Guarani. Aos 27 minutos, na melhor chance bugrina, o atacante Andrigo ganhou a disputa pela bola com o zagueiro Ruan Renato, girou dentro da área e finalizou próximo à marca de pênalti, para defesa do goleiro Ygor Vinhas. A Ponte conseguiu chegar somente nos acréscimos. Foi o suficiente. Aos 47, o lateral Apodi cruzou pela direita, o atacante Moisés dominou e mandou para as redes.

A etapa final começou animada, bem diferente da anterior. Aos três minutos, o meia Regis puxou o contra-ataque e lançou o atacante Davó, que finalizou para deixar tudo igual. Quatro minutos depois, Moisés caiu na área em disputa com o zagueiro Thales e, com auxílio do árbitro de vídeo, foi marcado pênalti. O atacante Paulo Sérgio bateu e recolocou a Macaca à frente.

A intensidade da partida caiu novamente, mas a Ponte conseguiu fazer o terceiro. Aos 31, Moisés recebeu do meia Camilo, escapou da marcação na área e bateu cruzado, marcando o segundo gol dele no clássico. O Guarani tentou descontar aos 35, mas Ygor Vinhas efetuou boa defesa em cabeçada do zagueiro Airton. Aos 46, o atacante Renanzinho cabeceou por cima, na última chance do Bugre na noite.

Os times aguardam a Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciar os horários dos jogos deste domingo pela última rodada da primeira fase. A Ponte recebe o Palmeiras no Moisés Lucarelli, enquanto o Guarani visita a Inter de Limeira no estádio Major Levy Sobrinho, em Limeira (SP).

quarta-feira, 5 de maio de 2021

  • quarta-feira, maio 05, 2021
  • Redação

internacional, olimpia, libertadores
Foto: Reuters/Silvio Avila
Por Agência Brasil

Os torcedores do Internacional tiveram uma quarta-feira (5) de diferentes emoções. Primeiro veio a alegria, quando o atacante peruano Paolo Guerrero anunciou que ficaria no clube. Momentos antes da partida contra o Olímpia (Paraguai), que marcou o retorno de Taison com a camisa Colorada, veio a frustração quando Patrick foi cortado por uma lesão que vai afastá-lo do futebol por cerca de 10 dias.

No gramado do Beira-Rio, o Colorado conseguiu uma vitória avassaladora de 6 a 1 sobre os paraguaios. O resultado deixou o time comandado pelo técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez com 6 pontos, liderando o Grupo B da Copa Libertadores.

O primeiro tempo foi modesto para o Colorado. Aos 28 minutos, o zagueiro Victor Cuesta marcou de peixinho, para abrir o marcador, após escanteio cobrado pelo lateral Rodinei.

O melhor mesmo ficou para a segunda etapa. De pênalti, aos 7 minutos, Edenílson ampliou para 2 a 0. Depois, o artilheiro Thiago Galhardo marcou dois gols em sequência, aos 18 e aos 25 minutos. O quinto veio com Yuri Alberto aos 31 minutos. Porém, o melhor ficou para o final, aos 34 minutos Caio Vidal acertou uma linda bicicleta. O Olímpia ainda reuniu forças para marcar o gol de honra aos 40, com Derlis González. Esta foi a maior goleada do Colorado na história da Libertadores.

Próximas Transmissões

Terça 16H00 | Liga dos Campeões | Manchester City x PSG
Terça 21H30 | Copa Libertadores | Defensa y Justicia (ARG) x Palmeiras
Quarta 16H00 | Liga dos Campeões | Chelsea x Real Madrid
Quarta 21H00 | Copa Libertadores | Internacional x Olimpia (PAR)
Quinta 16H00 | Liga Europa | Arsenal x Villarreal (ESP)